São Paulo, 27 de Maio de 2019

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Ameixa: laxante, saborosa, natural.

Escrita por: Redação Fellows Mkt & Co.
02/04/2013 17:45

Fruta traz benefícios para o corpo.

Ela faz parte das opções de alimentos dos humanos há cerca de uns 2 mil anos – é bem mais nova, portanto, do que muitos outros alimentos conhecidos e usados pelo homem: a laranja tem mais de 5 mil anos de convivência à nossa mesa. A batata, embora tenha sido usada na Europa apenas a partir do século XVI, já participa de nossas refeições há 8 mil anos. E o trigo há mais de 12 mil anos.

Mesmo sendo relativamente "novato", esse fruto tem se esforçado para conquistar adeptos: sua semente, única e pequena, o sabor doce, a aparência convidativa, o tamanho exato para uma bela mordida, a facilidade de pegar e carregar, as cores maravilhosas e chamativas e a suculência generosa e agradável fazem do fruto da ameixeira um pequeno deleite.

Já os frutos secos ou seus preparados são talvez mais comuns no consumo cotidiano. Usados em sobremesas (quem nunca provou um pudim com calda de ameixa?) ou iogurtes, as ameixas processadas são possivelmente mais vistas no dia-a-dia dos consumidores.

Mas o que talvez impeça a ameixa de realmente ser mais popular em nossas quentes terras brasileiras seja o clima: a variedade europeia (a Prunus domestica L., que apesar do nome popular originou-se provavelmente da região do Cáucaso), que têm casca azulada (a imagem ilustra este texto), se dá melhor em terras de tempo frio. Aqui se adaptaram melhor as chamadas ameixas japonesas (que na verdade também são originárias de região diferente daquela designada por seu nome – no caso, da China). As ameixas japonesas são menos exigentes de baixas temperaturas. Há também outras variedades.

No Brasil a safra das ameixeiras ocorre de dezembro a janeiro.

Do ponto de vista nutricional, são ricas em vitaminas (A, B, C, E), cálcio, ferro, magnésio, sódio, potássio. Têm também boa quantidade de betacaroteno, um antioxidante benéfico à pele e que inibe os radicais livres (relacionados ao envelhecimento).

A fruta também é laxativa: rica em fibras, auxilia no funcionamento do sistema digestivo.

Pode ser consumida em preparados (bolos, doces, sorvetes), compotas, sucos, iogurtes... Secas, têm seu gosto mais acentuado – mas são mais calóricas. É in natura que suas qualidades podem ser saboreadas com poucas calorias – 100g de ameixas frescas têm cerca de apenas 53 calorias. Além do mais, quando maduras no ponto certo, são particularmente saborosas. Quem sabe, com suas vantagens, esse fruto acaba conseguindo mais fãs?


Publicado originalmente em 02 de abril de 2013.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.